SEMANA MUNDIAL DO BRINCAR – A PRIORIDADE DA INFÂNCIA É A DIVERSÃO

Compartilhe Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someonePrint this page

Brincar é lúdico! Sim, a brincadeira faz parte do desenvolvimento infantil, do seu crescimento e da sua relação com o mundo. O despertar da imaginação e da criatividade precisa ser incentivada pelos pais, que mesmo com a correria rotineira, devem se organizar para que todos os dias possam dedicar um tempo único e exclusivo para se divertirem com seus filhos.

E é isso que quer resgatar a Semana Mundial do Brincar, uma ação promovida Aliança pela Infância, e que acontece entre os dias 24 e 30 de maio. Diversas atividades ao ar livre, com música, artes, contação de histórias, teatro, etc. serão realizadas por todo o país para mostrar a importância sobre a necessidade da preservação da infância e do respeito ao tempo de cada criança.

As horas livres são essenciais para que a criança descubra o mundo. Superestimular os filhos e sobrecarregar a sua agenda diária com infinitos compromissos não fazem bem para os pequenos, pelo contrário, o excesso de responsabilidades pode prejudicar o seu desenvolvimento no futuro.

É por isso que o tempo de brincar deve ser respeitado e incentivado, principalmente com o convívio social com outras crianças. E os pais são ótimos professores, já que podem trazer para os dias atuais, as brincadeiras de sua própria infância, como o pega-pega, esconde-esconde, amarelinha, pular elástico, queimada, pintura, soltar pipa, entre tantas outras que, com certeza, trazem boas e doces lembranças.

Isso não significa que a tecnologia dos brinquedos cibernéticos, como vídeo games e tablets devem ser deixados de lado, mas precisam ser ponderados. Hoje há uma série de jogos e aplicativos educativos que despertam a atenção das crianças e fazem seus olhos brilharem, mas incentivar os exercícios físicos, as brincadeiras que exigem movimento devem ser prioridade. E quando os pais fazem parte da diversão, tudo se torna ainda mais lúdico, principalmente em relação ao vínculo afetivo entre pais e filhos.

Papais, fiquem atentos! As crianças necessitam de um tempo para elas mesmas, um tempo para se divertir, brincar, aprender e se descobrir. Interferir demais no descobrimento próprio pode acabar anulando possibilidades de construções internas que ocorrem no momento em que a criança está brincando, ou seja, elas também devem ser estimuladas a brincar, aprender e se virar por conta própria. Incentivar a sua independência também é o papel da família.

As crianças de hoje estão perdendo o tato para algumas situações que deveriam ser vividas e experimentadas desde a primeira infância. O pé na areia, na grama, a sensibilidade de descobrir novas texturas, tudo é muito importante. Correr, cair e aprender a levantar faz parte do processo para explorar o mundo, e saber quais são seus limites ajuda a criança a não se tornar um adolescente sedentário, contribui para a construção de boas lembranças e faz parte do desenvolvimento humano.

Os pais são os principais responsáveis por como a criança vai agir perante o mundo, e, por isso, vale ressaltar a importância de levar as crianças para o parque aos domingos, para o playground do prédio no fim do dia e porque não ir além da imaginação para que eles possam desenvolver seus próprios brinquedos, escrever e desenhar as suas histórias e, partir daí, começar a dar forma para o livro da sua vida.

Que a Semana Mundial do Brincar seja um marco sobre a importância de se respeitar e incentivar a diversão saudável para nossos pequenos, que o tempo dedicado à brincadeira não seja exceção na infância e sim prioridade na vida de nossas crianças.

Gostou do nosso artigo?  Compartilhe com seus amigos e deixe seu comentário!!  Até breve!

Compartilhe Share on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someonePrint this page

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *